14 April 2010

Do Jardim :: From the Garden








Um dia gostaria de passar algum tempo a ajudar uma boa florista. Gosto muito de flores (quem não gosta?) e admiro arranjos fluídos, naturais, orgânicos. Até esse dia chegar, vou praticando em casa, com flores do nosso jardim.

One day I'd like to spend some time helping a good florist (I think they're called flower designers these days). I love flowers (who doesn't?) and I admire fluid, natural, organic arrangements. Until that day comes I'll practise at home with flowers from our garden.

(images: Constança Cabral)

26 comments:

  1. I don't think you need any practice...your arrangements are so lovely. Just the way the beauty of flowers should be showcased. Such a nice job.

    ReplyDelete
  2. E que lindas flores tens no jardim (quem me dera). e os arranjos ficaram muito lindos também. Mais dom a acrescentar à tua lista :-)
    Beijinhos
    Carla

    ReplyDelete
  3. Eu adoro flores e quase nunca corto das minhas porque fico com pena, imagina!

    ReplyDelete
  4. Parabéns!....nem precisa se aperfeiçoar, já está uma especialista....estão lindos os arranjos....

    ReplyDelete
  5. Lindos! E tão naturais.
    Parabéns :)

    ReplyDelete
  6. Beautiful arrangements and pictures :)

    ReplyDelete
  7. Gorgeous flowers! Especially the hot pink one on the first photo - it's amazing! :)

    ReplyDelete
  8. such a beautiful collection of flowers!! My parents are giving me my own flower bed space in their garden as i only have a small yard in the city. Im going to start growing wildflowers also to try and save the bees :)
    Lovely post and the arrangements are beautiful.

    ReplyDelete
  9. E você é privilegiada por ter flores tão lindas em seu jardim! Lindos arranjos, também gosto muito de flores.

    ReplyDelete
  10. Que lindos arranjos! É tão bom trazer o jardim para casa!
    bjocas

    ReplyDelete
  11. Concha,
    Ao descobrir hoje o seu Blog senti-me "roubada" do tempo que não o conheci.
    Que espaço tão interessante. Estou a adorar. Prometo voltar e ser mais contundente mas há tanto para ver e consultar, que fica para a próxima.
    Parabéns pelo Blog e Felicidades!
    Teresa

    ReplyDelete
  12. é certo que não sou uma "boa florista"... nem sequer sou florista :) mas no dia que quiseres ajudar-me com a decoração e flores de um casamento.... bem, é só dizeres Constança!!

    ReplyDelete
  13. Stunning! I adore the first image especially!

    ReplyDelete
  14. Também adoro flores!
    Gostaria de tempo para cuidá-las.

    Abraços

    ReplyDelete
  15. OLA,GOSTO MUITO DE VER COMO SAO AS COISAS AI NA INGLATERRA,É MUITO BOM CONHECER NOVOS COSTUMES ,EU ADORO.
    PELAS FLORES QUE ESTAO NO VASO SEU JARDIM DEVE SER LINDO,OS LIVROS QUE VOCE USOU PARA APOIAR O VASO FICOU PERFEITO.
    ABRAÇOS.
    JUSSARA

    ReplyDelete
  16. Não, não precisa mesmo de aulas... ficaram tão lindas que você poderia mesmo ensinar... Já agora, quando voltar para Lisboa poderia dar alguns workshops das várias coisas que sabe fazer... Eu seria uma aluna assídua!

    ReplyDelete
  17. Seu jardim deve ser muito lindo mesmo, com tanta variedade, eu adoraria ter um assim!

    ReplyDelete
  18. Olá Constança. Sou brasileira, da cidade de Atibaia, no Estado de São Paulo e gostei muito de ter visto teu blog. Tens bom gosto. E as flores são lindas. Por aqui não as vejo. Apaixonei por elas e vi que existem brancas e amarelas. Estas do vaso branco. Podes me dizer o nome delas? Obrigada. Bjs e parabéns.
    Tânia - De Pato Pra Ganso.

    ReplyDelete
  19. Olá Tânia,

    São narisos, em inglês chamam-se daffodils!

    ReplyDelete
  20. Olá Concha. Obrigada pelo carinho de ter respondido.
    Estarei sempre por aqui acompanhando tuas criações.
    Abraço.
    Tânia - De Pato Pra Ganso.

    ReplyDelete
  21. Adoros os narcisos...

    The Daffodils
    by William Wordsworth

    I wandered lonely as a cloud
    That floats on high o'er vales and hills,
    When all at once I saw a crowd,
    A host, of golden daffodils;
    Beside the lake, beneath the trees,
    Fluttering and dancing in the breeze.

    Continuous as the stars that shine
    And twinkle on the Milky Way,
    They stretched in never-ending line
    Along the margin of a bay:
    Ten thousand saw I at a glance,
    Tossing their heads in sprightly dance.

    The waves beside them danced, but they
    Out-did the sparkling leaves in glee:
    A Poet could not but be gay,
    In such a jocund company:
    I gazed—and gazed—but little thought
    What wealth the show to me had brought:

    For oft, when on my couch I lie
    In vacant or in pensive mood,
    They flash upon that inward eye
    Which is the bliss of solitude;
    And then my heart with pleasure fills,
    And dances with the daffodils.

    ReplyDelete

Thanks for your comment; do come again soon!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...