21 December 2010

Doce de Abóbora :: Pumpkin Jam


Um dos meus doces preferidos (e parece-me que da maioria dos portugueses) é doce de abóbora, especialmente com canela e noz. Aquelas abóboras que comprei em Outubro foram a desculpa perfeita para abrir o Pantagruel e experimentar fazer mais umas conservas.

One of my favourite jams (and I think a high percentage of Portuguese people will agree with me) is pumpkin jam, especially when it comes with added cinnamon and walnuts. Those pumpkins I bought in October were the perfect excuse to try making my own pumpkin jam.


Li algures que nunca devemos dobrar as receitas de compotas mas achei que se calhar esse era mais um daqueles mitos sem fundamento nenhum... rapidamente se provou que estava redondamente enganada.  Falhei o ponto de açúcar e o doce ficou com esta consistência estranhíssima: duro e impossível de ser aproveitado.

I've read somewhere that one should never double jam recipes but I thought that was another one of those myths... well, I was wrong! I totally missed the correct sugar stage and the jam turned hard and impossible to eat.


Na segunda tentativa usei apenas 1 kg de abóbora (e reduzi a dose de açúcar: o Pantagruel indicava 1,5 kg mas eu só utilizei 1kg) e o doce saiu bem! Eis a receita para quem quiser tentar:

Doce de Abóbora (adaptada d' O Pantagruel)

1 kg de abóbora
1, 5 kg de açúcar [eu usei 1 kg]
1 pau de canela [eu usei 2]
1 colher de chá bem cheia de canela em pó
[1 punhado de nozes partidas aos bocados]

Corta-se a abóbora em pedaços, que se descascam e cozem em água e pouco sal. Escorrem-se num passador, espremem-se num pano, passam-se por um passe-vite e mistura-se o polme resultante com o açúcar, mexendo bem para o dissolver. Põe-se então ao lume brando com o[s] pau[s] de canela e deixa-se ferver, mexendo sempre até fazer estrada. Tira-se, bate-se até abrandar o calor, liga-se com a canela em pó [e as nozes] e guarda-se em boiões.

The second time around I only used 1 kg of pumpkin (and decided to reduce the amount of sugar: the recipe calls for 1,5 kg but I just used 1 kg) and it worked! Here's a tradicional Portuguese recipe for pumpkin jam with cinnamon and walnuts:


Pumpkin Jam (adapted from O Pantagruel)


1 kg of pumpkin 
1,5 kg of granulated white sugar [I used 1 kg]
1 cinnamon stick [I used 2]
1 rounded teaspoon of ground cinnamon
[a handful of chopped walnuts]


Cut the pumpkin in pieces, peel them and cook them in water and a pinch of sea salt until soft. Drain the pulp and pat it dry with a tea towel. Process the pulp using a mouli, place it in a preserving pan and add the sugar, mixing it with a wooden spoon until it dissolves completely. Turn the heat on, add the cinnamon stick[s] and let it boil. The mixture is ready when you scrape the spoon through it and you can see the base of the pan for a couple of seconds. When it has reached this stage, remove the pan from the heat, add the ground cinnamon and the chopped walnuts and pour into jars.

(images: Tiago Cabral)

16 comments:

M. Regina said...

Interessante, aqui no Brasil também gostamos muito do doce de abóbora, mas costumamos colocar côco, mas deve ficar muito bom com nozes. abraços desde o sul do Brasil

Salinha do Crochê said...

Adoro...!
Feliz Natal!
Ana Paula

Roberta Granada said...

_________Feliz Na____________Feliz Nat
______Feliz NatalFel_______Feliz NatalFeliz
____Feliz NatalFeliz Na___Feliz NatalFeliz Na
___Feliz NatalFeliz NatalFeliz Nata_______Feli
__Feliz NatalFeliz NatalFeliz Nata_________Feli
_Feliz NatalFeliz NatalFeliz NatalFel_______Feli
_Feliz NatalFeliz NatalFeliz NatalFeliz N______F
Feliz NatalFeliz NatalFeliz NatalFeliz Natal__Fel
Feliz NatalFeliz NatalFeliz NatalFeliz NatalFel_F
Feliz NatalFeliz NatalFeliz NatalFeliz NatalFeliz
Feliz NatalFeliz NatalFeliz NatalFeliz NatalFeliz
_Feliz NatalFeliz NatalFeliz NatalFeliz NatalFel
__Feliz NatalFeliz NatalFeliz NatalFeliz NatalF
____Feliz NatalFeliz NatalFeliz NatalFeliz Nat
______Feliz NatalFeliz NatalFeliz NatalFeli
_________Feliz NatalFeliz NatalFeliz Nat
____________Feliz NatalFeliz NatalFel
______________Feliz NatalFeliz Nat
_________________Feliz NatalFe
___________________Feliz Nat
_____________________Feliz
______________________Feli
_______________________Fe

Um Feliz natal e um Próspero Ano Novo para vc e td a tua familia,beijokas...
http://agulhaetricot.blogspot.com
http://agulhaetricot.com
http://titacarre.elo7.com.br

sónia said...

Este ano tb fiz doce de Abóbora para oferecr no Natal,mas faço de maneira diferente cozo a abóbora e o açucar juntos com um bocadinho de cascade limão e dois paus de canela, no fim coloco as nozes.

Bom Natal, :))
Bjs
Sónia

V said...

Mmm, it looks so shiny, so good! My partner's granny always makes perfect jams... and apparently with no effort : ) I wish our generation would keep on maintaining that home-making wisdom!

Carol P said...

Adoro doce de abobora tambem, sou brasileira e moro em Londres, e quando li seu post estava comento justamente um doce de abobora importado na mala. Jah guardei sua receita e vou tentar fazer aqui.
Adoro seu blog, suas fotos sao sempre lindas.
bj

Chica said...

Aqui em casa gostamos muito dele. Um lindo Natal pra ti e tudo de bom,chica

Anonymous said...

Interessante, no Brasil também gostamos muito do doce de abóbora, mas costumamos colocar côco [2]. Abraços de Roma, Luciana

Ana V. said...

Esta receita de doce de abóbora não conhecia, tb não conhecia esse mito que não se deve dobrar as receitas.

Como qualquer doce o que faço é pesar o fruto e juntar o mesmo peso de açúcar se for para conservar e for para consumir logo reduzo esta quantidade.

Mas já agora aproveito para partilhar a melhor receita de doce de abóbora que tenho e que faço, dá mais trabalho mas fica delicioso.

Parte-se a abóbora em pedacinhos bem pequeninos pesa-se e junta-se a metade do peso em açúcar. Junta-se o sumo de 2 laranjas e deixa-se a macerar durante 24h. Leva-se a cozer em lume brando até achar que está cozido no final pode passar-se um pouco com a varinha mágica mas não muito para que fique alguns pedaços inteiros junta-se um bom punhado de noz e deixa cozer-se um pouco mais. Guarda-se em frascos previamente esterilizados bem cheios fecha-se a tampa ainda quente e inverte-se o frasco.

Ana V. said...

P.S. esqueci-me de referir na receita anterior que se deve colocar tb pau de canela.

De Fio A Pavio said...

Talvez possa usar reaproveitar o primeiro doce para fazer um pudim ou um bolo ... às vezes quando uma receita não corre bem, aproveito para fazer experiências e muitas vezes tenho boas surpresas ...

Feliz Natal!

Helena Cristina said...

Olá,sou uma fã do seu blog...adoro costuras e plantas e vou dar-lhe outra receita de doce de abóbora da minha mãe que é transmomtana.
Corta-se a ab´bora em quadrados, pesa-se e o segredo é colocar o açucar (1 kg de abóbora para o,75 de açucar) junto com a abóbora algumas horas até derreter naturalmente, por exemplo se deixar à noite de manhã está derretido. dp coloca um pau de canela e uma casca de laranja a ferver durante algumas horas até fazer o ponto, 2 ou 3h...fica óptimo. Feliz Natal. Cristina Pires

Raquel Úria said...

Eu ando com vontade de fazer compota de abóbora (sem as nozes) para depois servir como sobremesa: um bocadinho de compota no fundo de cada taça individual, coberto com natas azedas batidas (com pouquíssimo açucar) e enfeitado com amêndoas em lascas. Claro que o clássico: compota de abóbora com requeijão também sabe sempre bem. Agora nas festas e em família sabem ainda melhor. Vou seguir esta receita, obrigada. *

lansucci said...

Ah! Constança, não me digas que jogaste tudo fora?
Poderias enrolar como docinhos para festa e colocar em pequenas forminhas de papel, renderia até uma mimoso presentinho, postos em uma caixinha, decorada com todo o teu bom gosto! Que tal?

Concha said...

Muito obrigada pelas receitas! Vou experimentá-las.

A primeira tentativa revelou-se impossível de ser aproveitada - ainda pensei transformar aquilo em rebuçados mas estava demasiado duro e demasiado doce.

Isa said...

Olá Constança! Uma forma de tornar os doces mais saudáveis e mais frequentes é usar adoçantes naturais e alternativos á sacarose que é um verdadeiro veneno! eu estudo culinária macrobiótica e rendi-me ás geleias de cereais, como o mel de arroz, de trigo ou espelta! experimente! A sua saude agradece :) Tudo de bom! Constância*

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...