29 September 2011

Como Fazer Geleia de Amora :: How to Make Blackberry Jelly







Afinal Setembro foi um mês óptimo para apanhar amoras silvestres. Fiz duas vezes geleia — uma só de amora e outra de amora e maçã (as maçãs têm muita pectina, o que ajuda à gelificação) — e decidi documentar o processo. Digitalizei a receita de geleia do Pantagruel da minha avó (ed. 1952); se quiserem saber mais sobre a forma como eu faço conservas, podem ler o meu post sobre doce de framboesa.

After all September turned out to be a great month to pick wild blackberries. I made jelly twice — the first time I only used blackberries, later on I added cooking apples to the mix (they're high in pectin, which helps the jelly set) — and decided to document the process. The first image shows a basic jelly recipe from a classic Portuguese cookery book, the Pantagruel (I've got my grandmother's copy from 1952) but there's a great recipe in Pam Corbin's preserves book. If you want to know more about how I go about preserving fruit, you can read my post on making raspberry jam.

(photos: Constança Cabral)

4 comments:

Sue said...

I love your improvised jelly bag. So much more photogenic than my metal stand which always takes me at least ten minutes of swearing to assemble.

I'm in the middle of making quince jelly.

lansucci said...

Tua sensibilidade é tocante, Constança. Que coisa linda a maneira como documentastes tudo. Deu-me água na boca. Fui levada a décadas passadas, na casa de minha avó materna, D.Trinidad, que era espanhola. Ela não fazia geléias, mas fazia uns molhos de tomate de uma maneira única e lembro-me deles guardados na antiquíssima geladeira. Todas estas imagens me vieram à mente, ao ler teu post. Obrigada por fazeres surgirem lágrimas felizes aos meus olhos. Abraço

Marina said...

Adorei a técnica antiga, usando as cadeiras ;)

miinemost said...

Look so much yummy!!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...