22 April 2013

Bolo de Natas :: (Not Your Average) Cream Cake






Este é o bolo da minha infância. O bolo que havia sempre em casa da minha avó, o bolo que a minha mãe fazia tantas vezes, o primeiro bolo que fiz sozinha (lembro-me bem dessa manhã de sábado... por minha alta recreação resolvi envolver a farinha com as mãos — em vez de usar uma colher de pau ou vara de arames — para que ficasse sem grumos... resultou, mas não voltei a fazê-lo!). 

O nome "bolo de natas" não é especialmente apelativo, eu sei... uma pessoa imagina logo um bolo carregado de chantilly e não este bolo simples, perfeito para um lanche (é excelente acompanhado de leite com chocolate), tão despretensiosamente delicioso. É fácil e rápido de fazer — aqui fica a receita da minha avó:

Bolo de Natas

200 g de natas
250g de açúcar
150 g de farinha peneirada
1 pitada de fermento para bolos
3 ovos inteiros
raspa de limão q.b.

Aquecer o forno a 180ºC. 
Untar e enfarinhar uma forma (nós gostamos daquelas rectangulares de bolo inglês). 
Bater as natas com o açúcar e a raspa de limão.
Juntar os ovos inteiros, um a um, e ir batendo.
Juntar a farinha com o fermento aos poucos e envolver (não bater muito).
Deitar na forma.
Pôr no forno e deixar cozer cerca de meia-hora (como todos os fornos são diferentes, é importante ir vigiando a cozedura — não deixar cozer demasiado, sob pena de o bolo ficar sequíssimo).
Esperar 10 minutos e desenformar.
Polvilhar com açúcar (parece desnecessário mas a sério que fica melhor).

PS. O Rodrigo provou e gostou. A camisola foi tricotada pela minha mãe segundo este modelo.


This is the cake of my childhood. Seriously, I was brought up on this "cream cake". There was always one at my granny's, my mother baked it often and it was the first cake I ever made on my own (I remember that Saturday morning... I reckoned it would be better to fold in the flour using my hands instead of a wooden spoon or a wisk. It worked fine but I've never done it again).

I realise the name "cream cake" can be deceptive. This is not a cake covered in cream, it's a cake where cream is used instead of butter or oil or buttermilk or... well, you get the picture. It's such a simple, quick, unpretentious, delicious cake: it's especially good for afternoon tea paired with a glass of cold chocolate milk (or a cup of hot chocolate in winter). Here's my granny's recipe:

(Not Your Average) Cream Cake

200 g single cream
250g caster sugar
a pinch of grated lemon zest
150g plain flour
a pinch of baking powder
3 eggs

Pre-heat the oven to 180ºC.
Grease and flour a rectangular cake tin.
Beat the cream with the sugar and the grated lemon zest.
Add in the eggs, one at the time, beating them until they're fully incorporated into the batter.
Fold in the flour (with the baking powder mixed in) but be careful not to overmix.
Pour the batter into the tin and place it in the oven.
Bake for approx. half an hour (all ovens tend to be different so this is just an indication — start testing as soon as the kitchen smells like cake). Do not overbake or it will be too dry.
Take it out of the oven and wait 10 minutes before removing the cake from the tin.
Dust with caster sugar (this may seem unnecessary but it does improve the cake).

PS. Rodrigo fully approved it. His jersey was hand-knit by my mother using this pattern.

(photos: ©Constança Cabral)

23 comments:

  1. Deu água na boca!
    Amanhã mesmo testo a receita, que como todas as que você compartilha, dá super certo. Esse garoto e o pai são muito bem tratados por esta mãezinha prendada e amorosa. Bjinho e boa semana.

    ReplyDelete
  2. Tem um aspeto delicioso :) e simples, mesmo como eu gosto.

    ReplyDelete

  3. Oh!! afiyet olsun bebişe.:)) Türkiye'den selamlar! :)

    Oh!! bon appetit bebis.:))Greetings from Turkey! :)

    ReplyDelete
  4. Obrigada por mais uma partilha! O Rodrigo sempre bonito com as camisolas da avó. :)

    ReplyDelete
  5. I'm going to try this - sounds like my kind of cake exactly.

    ReplyDelete
  6. Bom dia Constança,

    Li este post e nem queria acreditar: o bolo de natas é também o meu bolo de infância. É incrível porque nunca ninguém conhece este bolo e sim, quando falo nele, acham logo duvidoso!

    Eu faço de uma forma levemente diferente: não junto os ovos inteiros - primeiro as gemas (às natas com açúcar) e só depois junto as claras em castelo.

    Foi também o primeiro bolo que a minha irmã e eu fizemos sózinhas... aliás, passámos a fazê-lo tão bem que a minha Mãe simplesmente deixou de o fazer. Zangávamo-nos imenso porque havia coisas que não queríamos fazer - como ter que pôr manteiga na forma, mas adorávamos aqueles momentos!
    Que boa recordação! Obrigada!

    Marta

    ReplyDelete
  7. Olá
    Obrigada pela partilha, vou experimentar! Estou sempre à procura de receitas novas. =)

    ReplyDelete
  8. A minha avó fazia um bolo de natas delicioso (com natas frescas, compradas na leitaria!), mas não tenho a receita. Comi uma vez nos Açores, em S. Miguel, um com o mesmo sabor, mas não pedi a receita. Vou experimentar esta... como é uma receita de avó, pode ser que seja a que eu procuro :)

    ReplyDelete
  9. Que apetitoso!
    E a cara do Rodrigo, tipo, a minha mãe é o maximo!
    Bj
    Paula Calejo

    ReplyDelete
  10. Cake looks SOOOOOO yummy! And I love Rodrigo's sweater! I can see now where you get your crafty talents from!!!
    Carly
    x

    ReplyDelete
  11. Vou comprar "as natas", no laticínio, aqui, perto de casa, e vou experimentar a receita para o próximo fim de semana. Obrigada! Pelas imagens e carinha do Rodrigo deve ser mesmo imperdível!
    Um abraço!

    Egléa

    ReplyDelete
  12. Oh, that looks good! I'll fix it for my family.
    Love your blog.

    ReplyDelete
  13. Este também é o meu bolo.
    Faço de igual modo a única diferença é que coloco 4 ovos.
    O açúcar no final faz toda a diferença.

    ReplyDelete
  14. Thanks for sharing! It looks tasty!

    ReplyDelete
  15. Concha experimentei ontem mesmo!
    Foi meio bolo depois do jantar, hoje já só ficou uma fatiazinha.... tenho de fazer outro ;)

    Obrigada pela dica, é realmente muito bom!

    Beijinhos

    Sónia

    ReplyDelete
  16. This looks simply delicious. I too have vivid memories of my first baking experiences - I used to bake a very simple German pound cake my mother taught me :-) Those simple recipes are sometimes just the best, don't you think?

    ReplyDelete
  17. Já fiz, e é mesmo muito bom! O açucar coloquei em pó e antes de ir ao forno. MARAVILHOSO!!
    Sónia Dias

    ReplyDelete
  18. Obrigada pela partilha Constança - cá em casa, estas receitas têm sempre sucesso garantido (os mini-ajudantes adoram e a mãe/eu adoro a simplicidade). Vamos testar no feriado, lol.
    E se houvesse dúvida, a carinha de aprovação do Rodrigo, diz tudo - não deve ter sobrado uma migalha :-)
    Bjinhos,
    Sofia

    ReplyDelete
  19. Experimentei e adorámos. Uma amiga provou e também quis a receita. Obrigada!

    ReplyDelete
  20. Já experimentei e é realmente maravilhoso! Tão leve e fofinho!! Ainda está morno e já lá se foi um terço!! :-) O bolo ideal para uma tarde de domingo ou outra qualquer!!

    ReplyDelete
  21. Já experimentei. Ficou bom, é fácil de fazer e a mini-ajudante fez o bolo praticamente sozinha. Acho que foi a primeira de muitas vezes que vou fazer este bolo.
    Obrigada pela partilha.

    ReplyDelete
  22. Ja exprimentei e' simplesmente delicioso
    obrigado pela partilha
    bjinhos

    ReplyDelete
  23. A minha avó passou-me mesma receita (mas as quantidades são a duplicar). É, sem dúvida, um dos bolos preferidos cá de casa! Também tenho a receita no meu blog (http://camomilalimao.blogspot.com.es/2014/10/bolo-de-natas-perfumado-com-limao.html)
    Muitas vezes, em vez de polvilhar com açúcar, substituo por raspa de laranja ou limão (dependendo do que há na Quinta)! Simplesmente delicioso! Beijinhos Joana Andrade Nunes (http://camomilalimao.blogspot.com)

    ReplyDelete

Thanks for your comment; do come again soon!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...