19 April 2013

Roupa de Criança :: Children's Clothes









Roupa infantil é algo que me entusiasma. Há mães que não ligam nenhuma e que só querem é roupa prática, outras que são obcecadas e que gastam rios de dinheiro em toilettes todas as estações. Eu sou assim para o médio mais. Não me é indiferente aquilo que o Rodrigo veste por muitas razões: quero que ele tenha roupa confortável, com bons materiais e bem feita, e gosto que ele ande giro! Mas isto não significa que ele seja a montra do meu gosto, até porque 1- como não vivo em Portugal não tenho acesso fácil à roupa que por lá se vende (apesar de recebermos uns pacotes das avós de vez em quando); 2- sou incapaz de perder a cabeça com peças que só vão ser vestidas durante uns meses. Conclusão: as minhas decisões encontram-se bastante condicionadas. E como não tenho feito nem um décimo das coisas que tinha planeado para ele...

Mas a que propósito surge este post de hoje? É que, num livro infantil dos anos 60 (What Can We Do with Blocks?, 1964, Wonder Books, Inc), encontrei umas ilustrações que mostram precisamente o estilo de roupa que adoro. Arranjadinha q.b., com cores vivas, linhas simples e pormenores frescos. Clássica (o que para mim significa cortes  intemporais, e não propriamente príncipes quinhentistas). Rapazes de jardineiras e camisolas às riscas, calções e meias até ao joelho, camisolas de lã com torcidos e suspensórios. Raparigas com vestidos e sabrinas, calções e túnicas, e também de calças e jardineiras, pois claro. Nada de muitas rendinhas e franzidos. Uns dias mais clássicos, outros dias mais modernaços, mas sempre relativamente sóbrios. E descontraídos!

E vocês, conseguem encontram com facilidade peças de roupa infantil que sejam precisamente o vosso género? Eu confesso que estou a compilar uma lista mental de coisas que gostaria de encontrar à venda... Falem-me sobre as vossas preferências!


I love children's clothing. Although I'm not obsessed, I'm also not indifferent to it — I admit it's a subject that gets me really excited. Some mothers just want practical pieces that they don't have to iron or be too precious about; others spend a fortune on elaborate outfits every season. I think I'm somewhere in between: I care about what Rodrigo wears because I want him to have nice quality clothes that are comfortable and that make him look cute! But he's not a true reflection of my taste because: 1- I am very much inclined to the Portuguese and Spanish style but since I'm living so far away from the Iberian peninsula, I can't really buy those clothes (although we do get sent the occasional box of clothes by both grannies); 2- I am on a budget; 3- I have lots of plans to sew clothes for him but I never seem to find the time or inclination to just do it. Must work on that!

But why this post today? Well, I found a children's book from the sixties (What Can We Do with Blocks?, 1964, Wonder Books, Inc) that shows exactly the kind of kids' clothes that I love. A little bit classic, a little bit preppy, with vivid colours, clean lines and fresh details. Boys in dungarees and striped t-shirts, shorts and knee high socks, cabled jerseys and braces. Girls in dresses and ballet flats, shorts and tunics, and of course trousers and dungarees as well. I'm not too keen on lots of gathers and frills and lace. I like classic with a modern twist — sober but relaxed at the same time.

What about you, can you easily find exactly the type of clothing you like? I must admit I'm compiling a mental list of things I'd love to find in shops... Do tell me about your tastes in children's clothing!

(photos: ©Constança Cabral)

24 comments:

  1. Gosto de ter a minha Concha bem vestida com camisa, vestidos, meias até ao joelho e sapatinho.No entanto, também a gosto de ver mais descontraída com jeans, túnicas e casaquinhos e botas (ou galochas dependendo do tempo na Suíça)mas sempre com laços no cabelo ;)
    Clássica mais sem exageros de golas trabalhadas quase até ao umbigo e folhos que nunca mais acabam... Ainda há dias vi a foto de uma menina de vestido e sapatinho a passear no meio do campo?! É necessário haver um pouco de equilíbrio.
    Beijinhos

    ReplyDelete
  2. Although I tend to dress my children a fair bit in what is in the shops (I prefer to buy quality pieces when they are on sale if I can) I totally agree with you about the 60's pieces. I am such a 50's-60's freak. I love things from that era.
    Here is a website of a local Sydney lady that I think you might also like to look at - she has some cool bits (I want to get a pair of Clayton shorts if they ever go on sale again!) http://rowantree.com.au/www/home/

    I can't wait to see what you come up with :)

    Sheree

    ReplyDelete
  3. Eu tive que ir adaptando o estilo de roupa do meu filho, que agora já tem 4 anos. Também nunca fui muito de rendinhas e folhos.
    Tal como a Concha diz e bem, prefiro roupa simples, sóbria, que lhe dê um ar arranjadinho, mas que seja confortável e prática (para ele e para mim, que tenho que o vestir).

    No essencial, gosto de jeans, sweats, pólos, uma camisa ou outra.
    O mais complicado de gerir para mim são os sapatos. nem sempre encontro aquilo que procuro... e a preços acessíveis.

    ReplyDelete
  4. Adorei as roupas do livro :) Os livros da Anita também são uma boa inspiração.
    Eu gosto do clássico, mas com poucos folhos :p mas também gosto de túnicas e leggings.

    Quanto à escolha de roupa que dê para mais que um ano, nisso as mães de meninas têm mais sorte (eu tenho 3 :D ). É que os vestidos num ano vestem-se mais compridos, no outro mais curtos, ou mesmo com baínhas altas que no ano a seguir se desmancham e rematam com uma grega. Mesmo nas estação a roupa de menina é mais versátil, no inverno um vestido (ou uns calções) vestem-se com camisolas de manga comprida, collants e casacos de malha; e no verão (ou pelo menos na primavera) com meias e t-shirts. Penso que para os rapazes, enquanto ainda são pequenos ainda se pode usar este truque com os calções, mas à medida que crescem torna-se mais difícil. O meu filho já tem 8 anos e já não gosto de o ver na roupa mais clássica!

    Bjs

    ReplyDelete
  5. i would be interested how spanish/portoguese kid's fashion looks like :-)

    ReplyDelete
  6. Eu também adoro ver as minhas pequenotas arranjadinhas mas sem exageros. A Carolina que tem quase 4 anos anda quase sempre de saia ou vestido, mesmo para ir para a escola. Vestidinhos simples, mas bonitos. A minha sempre me disse, não é preciso ter muita roupa para se andar bem! A Luísa, que tem 10 meses e esta na fase de gatinhar por todo o lado, anda normalmente vestida com jardineirinhas muito giras ou leggings e túnicas! Mas ao fim de semana claro que lhe visto vestidinhos!
    Se pudesse vestia- as como a Anita dos livros! Adoro! ;) Ana

    ReplyDelete
  7. Have you ever used aertex cotton to make clothes? It is a very characteristic fabric of children's clothes of that era and is perfect for summer weather. It is crisp to start with but washes to a comfortable softness. My children had aertex shirts throughout their schooldays -particularly for sports kit. I am not sure how easy it is to find as a fabric but I think you would enjoy sewing with it,

    ReplyDelete
  8. As jardineiras são giríssimas mas nada práticas, primeiro com as fraldas (a não ser que tenham abertura em baixo) e sobretudo com a fase de treino do pote, em que não se pode perder tempo a tirar alças!

    ReplyDelete
  9. This comment has been removed by the author.

    ReplyDelete
  10. ADORO roupa de criança, sem dúvida :) também AMO este estilo mais retro-classico dos livros da Anita e anos 50/60/70... Isto é muito estilo Knot, e Jacadi :) (ainda agora mesmo estava a compilar uma wishlist - que infelizemnte se calhar nao vai passar disso - dos sapatos "andantes" lindos de morrer da Jacadi desta estacao para menina).
    Também parece (este estiulo de vestidos simples) ao mesmo tempo muito fácil de fazer, para quem se aventure na costura... Eu tenho uma menina de 2 anos, é o universo que conheço melhor, o das meninas e vestidos...
    No entanto, no verao também gosto de ter sempre 1 ou outro leggings+túnica, e estou completamente apaixonada pelas jardineiras/macacões/fofos (que parece-me ser uma moda de agora?) - só faz falta as marcas de roupa perceberem que os miudos de hoje em dia largam as fraldas mais tarde (2A? 3A? mais?) e as molas entrepernas para jardineiras, fofos, macacoes, sao FUNDAMENTAIS... tenho varios sem molas e em desespero vou tentar ir a uma costureira que me aplique molas entrepernas (sem me estragar os modelos... espero que nao fiquem a arrepanhar entrepernas)...
    A Concha alguma vez fez esta adaptaçao na roupa do Rodrigo, aplicar molas entrepernas a macacoes/jardineiras/fofos que estavam cosidos/fechados? Na sua experiencia de costura, acha possível?
    Obgda!
    bjs

    ReplyDelete
  11. PS - A Laranjinha também tem muitas coisas deste estilo...

    ReplyDelete
  12. Não podia estar mais de acordo com tudo o que disse (ou escreveu...)
    Tenho duas filhas e também gosto de as vestir de forma prática mas gira.
    Quando elas eram da idade do Rodrigo era fácil mas agora, que são mais crescidas (uma 5 e outra quase 4 anos), já só querem andar vestidas "de pirosas". Tenho duas tecnicas para resolver a questão: deixo-as vestir mais ou menos o que querem nos dias de semana mas, nos fins de semana, sou eu que decido e comecei a fazer roupa para elas tentando agradar a todos.
    Aproveite enquanto está desse lado do mundo para comprar moldes/patterns vintage porque porque são fantásticos e não se encontram!

    ReplyDelete
  13. Olá Constança.
    Os anos 50 e 60 são também para mim uma inspiração. Se calhar, a ambiguidade entre o pós-guerra e o romântismo é que torna tudo nestes tempos tão fascinante.
    Eu própria gosto de me vestir com peças que façam lembrar estes anos e adoro roupa que me dure anos ...
    às vezes até tenho receio de ser antiquada.
    No outro dia deparei-me com um comentário que pôs a pensar.
    - as peças de eleição que compro para o meu filho (tenho pena de não entender nada de costura)são básicamente jardineiras e camisas, e depois jogo com camisolas ou casacos de malha, gorros e cachecóis, que aí sim atrevo-me a criar). Mas, na creche do meu filho uma funcionária nova surpreendeu-me com o seguinte comentário: "Acho piada a forma como o veste: parece um homenzinho!" E isso espantou-me. Para mim, as jardineiras são práticas porque lhe prendem a roupa e impedem a espreitadelas ao umbigo. As camisas também as acho práticas por serem um bom aconchego para o pescoço e mais valia por sobre a camisola interior impedirem que a lã fique directamente em contacto com o corpo. Enfim, bateu-me oputra vez o sentimento de antiquada. Se calhar as t-shirts e as malhas de algodão, juntamente com as calças de ganga dariam ao meu filho o ar de criança que precisa. Mas se já assim ele é o pináculo da diversão e falta de juizo, que fará com t-shirts cheias de bonecos?!
    Enfim, mantive-me na minha. Afinal ele é meu filho e a forma como os vestimos até eles escolherem o que querem ajuda-os a cultivar um gosto. Assim espero que seja, pois os anos 60 não estão mal e pelo que se vê estão para durar.
    Carla D

    ReplyDelete
  14. Eu também acho que as golinhas e as camisas serviam precisamente para evitar o contacto directo com a lã... e a lã é muito melhor que os "polares" e as fibras sintéticas em geral, pois aquece sem fazer transpirar ("respira"). Além disso, tem uma amplitude térmica muito melhor. Ainda acresce que faz parte da indústria típica portuguesa e acho que devíamos ajudar a comprar o que é local/nacional e bom :)

    Eu tambem evito as t-shirts para a minha filha, pelo menos de Inverno. As blusas sao muito mais práticas: por um lado, podem ser de vaiela e flanela, ja mais quentinha; ou de algodao mais frescas no verao (ou ate linho, mais fresco nao há!). Depois sao muito mais versáteis, pois em maior frio, vestimos por dentro uma camisola interior, e depois por cima um casaco de lã (ou algodão, conforme). Estas "camadas" além da versatilidade, permitem que a roupa dure muito mais tempo durante as estações, e permitem multiplicar as escolhas... Depois ainda, lá está, as golas das camisas (e t-shirts de golas) protegem do contacto directo com a lã...
    No fundo, o que era a moda nesses tempos antigos, era muito por uma questão pensada e racional, prática na altura…
    Por exemplo, os peitilhos, das saias e jardineiras, serviam para segurar as calças e saias, pois as crianças ainda não têm “cintura” e evitem que andem de barriguinha e costas a mostra (são nesse sentido muito práticos) – aliás, por onde andam os suspensórios de elástico, também tao práticos e giros na minha opinião??. Os vestidos curtinhos para não prenderem os movimentos das crianças quando de agacham. As antigas cotoveleiras e joelheiras, que tanto jeito dariam hoje em dia, além de lhes protegerem essas zonas tao propensas a magoar-se, também ajudavam a roupa a “render” mais tempo…. Os chapéus com abas (em vez de bonés) ajudavam a proteger do sol e fazer melhor sombra (por ex, a nuca é uma zona muito sensível a escaldões), e os elásticos ou fitas para que não voassem com o vento… as toucas ajudam a proteger também as orelhas, e mantém-se mais no sitio… enfim :) Deve haver muitos mais exemplos...

    ReplyDelete
  15. Obrigada pela inspiração Constança!!! http://aesperadopeterpan.blogspot.pt/2013/04/em-resposta-constanca-childrens-clothes.html

    ReplyDelete
  16. Sou mãe de duas princesas (6 e 3) e como eu era, elas são um pouco maria rapaz... :)
    Tento vesti-las sempre com roupa prática mas bonita para poderem brincar à vontade (temos jardim em casa). No verão, vestidos e saias são complicados para brincar - é um instante para apanharem uma infecção, vaginal ou urinária, sujam-se onde não devem porque se sentam de qualquer maneira e francamente, vestidos e saias não dão jeito nenhum para andar de escorrega: a fricção até queima a pele!
    Uso muito calções de algodão, com t-shirts, camisas. túnicas mais femininas e para a escola, a mais velha vai quase sempre de calças no Inverno: é mais prático para ir à casa de banho sozinha, não tem de andar sempre a puxar as meias calças - no caso dela puxa até às axilas!;). Quando calha de levar um vestido/saia por baixo da bata, vem sempre com as meias rotas no joelho. No verão, a escola tem uniforme - calção e t-hsirt, pelo que só me preocupo com roupa para fim-de-semana... eia!
    Tenho que procurar MUITO e MUITO aqui em Portugal, para encontrar roupa prática mas bonita e a preços acessíveis. E já tenho de tentar convencer a mais velha que brilhantes, lantejoulas e afins não são sinónimo de beleza e que "Menos é Mais"... isto meninas é complicado!
    Para o verão adoro saia-calção, aquelas que pela frente são saia (aperta ao lado) e por trás é que se vê que são calções! Podem brincar à vontade e são muito femininas... Problema: encontrava na Zippy e o ano passado não fizeram e costumo comprar também na Vertbaudet (catálogo e online), bem como na "Du Pareil au même", que tem roupa para todas as ocasiões, prática e a preços acessíveis.
    Concha: agora que tenho uma segunda filha, às vezes perco a cabeça com uma peça de roupa para a mais velha, porque sei que lhe vou dar uso para a mais nova...

    ReplyDelete
  17. This comment has been removed by the author.

    ReplyDelete
  18. This is a great posting I have read. Thanks lot for this useful article, nice post

    ReplyDelete
  19. O estilo infantil em Portugal é bem diferente do daqui! Quandoe eram pequeninos, conseguia vestir os meus filhos como eu queria: bonitinhos mas prácticos. Agora já na escola, olha. é o que estiver limpo e não tiver mitos buracos nos joelhos... Aqui gosto muito das roupas da Polarn o Pyret (mais giras nas lojas que na net) e se tivesse meninas comprava no Tree Fall(http://treefalldesign.typepad.com/tree_fall/).

    ReplyDelete
  20. Não tenho filhos e também não tenho nenhuma influencia na forma como minhas irmãs menores vestem as filhas. Uma é clássica, como você. Acontece que a menina está virando mocinha e, influenciada pelas amiguinhas, agora, só quer a "modinha pasteurizada". A outra irmã é mais fashion e as garotinhas vestem o que está nas vitrines...uma pena!
    Eu, detesto ver crianças fantasiadas de adulto (mini saias justas, brilhos e etc...), um horror!
    Um abraço!

    Egléa

    ReplyDelete
  21. I'd love for my two to look like the boys in your book- but expense and time factor highly into the reasons they don't. They might look a bit 'period drama' too!

    Interestingly my grandmother bemoans the current fashion for girl's dresses to be at or below the knee, as she thinks this is hugely restrictive to movement and impractical for playing. All of the dresses in your book are really short and I find myself agreeing with her!

    ReplyDelete
  22. Olha, eu tenho 3 filhos e também muitas ideias do que é andarem giros e confortáveis/adequados. E depois eles têm as ideias deles.

    Há quem diga que não têm idade para ter querer e que não os devia deixar decidir. Mas isso irrita-me, são individuos. E se eu pensar bem nisso, eu já decido práticamente tudo o resto na vida deles, porque não dar-lhes esse controle?

    Claro que não compro nada que não goste (e que eles não gostem) numa tentativa de andarmos todos contentes. Mas as roupas horriveis (falo mais das meninas...) aparecem e ela tem uma grande habilidade para combinar peças que, com outras coisas iriam bem, mas que uma com a outra não vão. Enfim. Podiam andar melhor, é certo. Mas os meus filhos são giros com qualquer coisa :-)

    ReplyDelete
  23. Adorei o post, Constança!
    O meu estilo é, assumidamente, clássico. Gosto de roupa de boa qualidade (dura mais, fica sempre bonita e não provoca alergias nas peles mais sensíveis), cortes intemporais (calções e calças de corte simples, camisas, pólos pique e pullovers de lã). Ás vezes oiço comentários do género "estão sempre tão formais" e "porque é que não os veste com sweat shirts ou fatos de treino? Não era mais prático?", mas confesso que ignoro (afinal, cada pessoa tem o seu gosto, e eles já vão fazendo as suas escolhas - quase sempre na mesma linha).
    Tenho 2 rapazes e 1 rapariga e no caso dos rapazes, que têm diferença de 6 anos, o mais novo ainda veste a roupa que era do mais velho (e que depois ainda passa para os 2 primos mais novos) e parece sempre actual.
    A parte negativa é que não é fácil encontrar roupa de qualidade, intemporal e acessível (normalmente, é a qualidade que acaba sempre por ficar mais penalizada) e por isso comecei a fazer roupa para a minha filha pouco depois dela nascer, e agora quase todo o guarda-roupa dela é homemade (ainda compro t-shirts e fatos de banho). O estilo segue a mesma linha dos manos (clássico, prático qb e de boa qualidade), e confesso que se há cor-de-rosa a mais a culpa é mesmo minha (não resisto a alguns padrões). No caso dela, opto quase sempre por vestidos (acho que ficam lindos nas meninas pequeninas), calções (porque são óptimos para brincar no parque e para a escola), blusas e túnicas a combinar. Ela tem agora 5 anos e as saias ainda são mesmo o mais complicado (ainda é difícil assentarem bem na cintura) e até à data, com uma única excepção, veste sempre com muito orgulho tudo o que lhe faço. Claro que actualmente já existem imensas marcas giríssimas no mercado nacional (e não só) com preços acessíveis, mas a verdade é que continuo a achar especial costurar para ela (e para eles, pois também vou fazendo sempre algumas peças para complementar o que compro).
    Adoro as roupas que escolhes para o Rodrigo - o estilo 50/60 também é o meu favorito e tenho a colecção inteira da Anita e imensos Little Golden Books para me inspirar) e adoro ir vendo a evolução do vestuário dele ao longo do tempo (as malhas dele são uma perdição, verdadeiros tesouros).
    Bjinhos, Ana Sofia

    ReplyDelete
  24. Acabo de descobrir o blog e adorei este post! Os outros também são deliciosos (alguns literalmente deliciosos...) mas neste tive de parar para comentar, pela simplicidade e pela boa ideia que foi pegar num livrinho antigo e ver tantos modelinhos fantásticos.
    Concordo com a simplicidade, afinal são crianças! Mas esse toque clássico dá o tal charme para estarem sempre tão queridos, porque as roupas de criança são realmente um mimo. Quando tiver um filho também vou gostar certamente destas opções :)

    ReplyDelete

Thanks for your comment; do come again soon!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...