14 November 2013

O Melhor e o Mais Difícil :: The Best and the Most Difficult





E agora o outro lado da moeda. Não "o pior do meu dia", mas "o mais desafiante". (Tentar) trabalhar com o Rodrigo por perto. Mesa e chão desarrumad(íssim)os. Máquina que encrava porque alguém puxou a linha. Rapaz frustrado, mãe frustrada. Trabalho inacabado. (Fotografias tiradas com o telefone, não editadas.)

Desisti e levei-o para cima da minha cama (que ele desfez imediatamente). E este acabou por ser o melhor do meu dia.


And now the other side of the coin. Not "the worst of my day" but the "most challenging". Trying to work with Rodrigo around. The table and floor get horribly messy. The sewing machine gets jammed because a certain someone keeps pulling away the thread. Frustrated child, frustrated mother. Unfinished work. (Unedited photos taken with my phone.)

So I gave up and took him to my bed (which he immediately undid). And this moment turned out to be the best of my day.



(photos: © Constança Cabral)

16 comments:

  1. Viver é sempre uma aventura! Tem momentos bons e outros momentos não tão bons... Hehehe... Mas tudo vale a pena! Beijos! Karin

    ReplyDelete
  2. Acredita, sei bem o que isso é (embora de quando em vez aceda aos pedidos dos meus "pestinhas" e faça um "projecto de costura" só para eles), mas deve ser mesmo impossível resistir a essa carinha tão fofa :)
    O Rodrigo é mesmo um bonequinho!
    Bjinhos, Sofia

    ReplyDelete
  3. Hola, entiendo tu desazón con Rodrigo dando vueltas, a mi me pasaba lo mismo y cuando mas me cundía las labores eran cuando se acostaba.
    un besote y feliz dia

    ReplyDelete
  4. Luisa, o problema é que quando ele se deita eu já não tenho energia para nada...!

    ReplyDelete
  5. A curiosidade deles é tremenda, querem mexer em tudo... nessas alturas o melhor mesmo é parar um bocadinho e simplesmente dar-lhes atenção.

    O problema é que depois ficam mal habituados e não querem mais nada... :)

    ReplyDelete
  6. Como eu percebo Constança!!! É o melhor do Mundo, mas é tão difícil fazer e/ou organizar o que quer que seja!
    Também não consigo aproveitar a noite, porque quando adormece, também já estou a cair para o lado :-)

    ReplyDelete
  7. http://umademim.blogspot.pt/2013/08/eu-quero-coser-mais.html
    um dia ainda vai querer partilhar a máquina ;)

    ReplyDelete
  8. Que ternura!
    Quando estiver a ser muito desafiante, lembra-te do quanto irás um dia sentir saudades de ter novamente um Rodrigo pequenino e curioso a correr perto de ti! Aproveita, é irrepetível! *

    ReplyDelete
  9. Constança, este post me remeteu a infancia, fui criada em meio a máquinas e deve ter muitas vezes puxado a linha da minha mãe, rsss.

    Esse momentos são irrecuperáveis, voce será muito mais feliz no futuro, quando o Rodrigo for grande e lembrar da infancia feliz.

    Bjs!

    ReplyDelete
  10. Sempre ouvi dizer que as crianças filhas de pais criativos são crianças felizes. O Rodrigo é um menino cheio de alegria e está na idade das descobertas, para ele tudo ainda é novo..aproveita agora porque depois vais ter saudades de quando ele era pequenino! Sim, às vezes é frustrante, quando assim for é parar um pouco e dar atenção a ele! Beijinhos, Andreia

    ReplyDelete
  11. Não é nada fácil! Mas são o melhor do mundo.

    ReplyDelete
  12. Precious pictures of mom and child ! These trying years will be over all too soon. Thank you for sharing !

    ReplyDelete
  13. Sapequinha deixa a mamãe trabalhar!!! kkkkkkk eles são assim mesmo lembro que quando fazia pedagogia meu pequeno apertou um botão do computador e perdi todas as imagens para minha apresentação!kkkkkk bjs para vcs amo muito seu blog e as arterices do pequeno! bjs Adriana Milagres de Oliveira - SP - Brasil.

    ReplyDelete
  14. O melhor da minha infância era "rondar" a máquina de costura da minha mãe e de poder ficar horas e vê-la transformar bocados de tecidos em roupa para mim e para os meus irmãos, mochilas, malas, casacos, etc, etc. Ainda hoje tenho peças dessas com mais de 30 anos e que voltaram a estar na moda.
    Tenho a certeza de que daqui a uns anos o seu Rodrigo vai lembrar-se também desses dias :-)

    ReplyDelete
  15. Que ternura...e são estes momentos que nos preenchem, a nós mães :-)

    Felicidades

    ReplyDelete

Thanks for your comment; do come again soon!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...