21 August 2014

Grão a Grão :: Little by Little





Ter um blog "criativo" (chamemos-lhe assim, mesmo correndo o risco de parecer pedante) é um pau de dois bicos: por um lado, funciona como estímulo à criatividade e como poderosa ferramenta de automotivação; por outro, há sempre aquela pressão de mostrar trabalho feito e avançar para o próximo projecto. 

Mas fazer à mão é mais do que produzir: é fazer as coisas com calma e alguma ponderação e saborear o processo. Nem tudo tem de ser imediato — nem pode ser, porque fazer à mão leva tempo. Muito tempo. 

Na antevéspera de o Pedro nascer comecei a fazer um quilt para mim. Peguei nas sobras dos quilt kits*, seleccionei as cores e os padrões mais frescos e femininos e avancei para um quilt de triângulos. Vai ter o tamanho de uma cama de solteiro, para que possa mais tarde servir como colcha, manta, tenda, tapete de picnic... A ideia de fazer um quilt com um recém-nascido cá em casa poderá parecer completamente louca (se as coisas feitas à mão levam muito tempo, os quilts então podem demorar uma eternidade) mas tudo depende do estado de espírito com que se aborda o projecto em questão. Este quilt é para se ir fazendo, dez minutos aqui, quinze ali, durante uma sesta, um tempo morto. 

E um dia vou olhar para este quilt e pensar "fi-lo quando o Pedro era bebé".

* por falar em quilt kits, tenho uma série de kits cortados e à espera de serem fotografados... daqui a uns tempos estarão à venda na loja.


Writing a "creative" blog (let's call it that, even if it sounds a bit pedantic) is somewhat two-sided: on the one hand, it stimulates the author's creativity and acts as a powerful self-motivating tool; on the other hand, however, there's always that pressure to show off finished work and move on to the next project. 

But making by hand is much more than simply producing things: you're supposed not to rush it and enjoy the process. Not everything has to be immediate — I mean, making by hand usually takes time. A long time.

Two days before Pedro was born I started making a quilt for myself. I took the remnants from my quilt kits*, selected the freshest, most feminine prints and set about making a half-square triangle quilt. I've decided to make it for a single bed so that later on it can be used as a bedspread, lap quilt, tent or even as a picnic blanket. The idea of making a quilt with a newborn at home may seem crazy (if things made by hand take a long time, then quilts can take up an eternity) but it all boils down to how one approaches the project. This quilt is meant to be worked on slowly, ten minutes here, fifteen minutes there, during nap time, etc.

One day I'll look at it and think "I made this quilt when Pedro was a baby".

* since I mentioned quilt kits, let me just say I've got lots of them all cut and assembled and waiting to be photographed... I'm hoping to put them up for sale soon.

(photos© Constança Cabral)

5 comments:

  1. Que boas noticias, já estou à tanto tempo à espera que tenhas outras vez kits à venda...

    ReplyDelete
  2. Que lindos, Constança. Amo essa coisa de ir fazendo, sem afobação. Poderá dizer daqui a algum tempo: "Fi-lo enquanto o Pedro crescia e descobria a amizade linda que seu irmão Rodrigo construiu com ele e eu apreciava a bênção de ser mãe e viver um dia de cada vez,fazendo tudo com amor e prazer, não sem as dificuldades que apareceram aqui e ali, como todo viver se apresenta às pessoas normais."
    Muita saúde pra você. Bjinho

    ReplyDelete
  3. Constanca, very good news. Excited to see then. Un beso, Begoña

    ReplyDelete

Thanks for your comment; do come again soon!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...