15 February 2013

O Bolo :: The Cake



Quem me segue no Instagram sabe que fazer o bolo de anos do Rodrigo não foi pêra doce. O contentor com as nossas coisas ainda não chegou, o que significa que, de momento, os nossos utensíliosde cozinha são parcos. Comprei uns pratos e uns copos numas lojas de caridade (hei-de mostrá-los aqui), umas taças de esmalte muito giras mas com alguma ferrugem e uma ou outra coisa no supermercado. 

Bem, na altura de fazer o bolo percebi que não tinha nada. Nem os básicos de despensa (açúcar, farinha, fermento), nem batedeira eléctrica, nem forma de bolo, e as tais taças de esmalte não passariam numa inspecção da ASAE. Mas mesmo assim tentei fazer um pão-de-ló à mão — e ficou óptimo!

A receita é esta e não poderia ser mais simples. E sabe mesmo mesmo mesmo a pão-de-ló... vale a pena experimentá-la!

(nota: as pessoas mais velhas que lêem este blog acharão que sou uma exagerada com esta história de ter de bater a massa de um bolo com uma colher de pau e claras em castelo com uma vara de arames... mas a verdade é que nunca tinha feito um bolo assim e dá trabalho!)


Those of you who follow me on Instagram may know by now that making Rodrigo's birthday cake wasn't an easy task. Our container hasn't arrived yet, which means that our kitchen kit is extremely limited at the moment. I've bought some plates and glasses in op-shops, a set of charming, old enamel bowls that have got the odd bit of rust and a couple of things at the local supermarket.

Well, when it was time to bake the cake I realised that I had nothing to work with. No larder staples like sugar, flour and baking powder, no electric mixer, no cake tin, and those enamel bowls could easily be considered a health and safety hazard. Even so, I tried making a pão-de-ló (Portuguese sponge cake) by hand and it worked!

I used this recipe, which couldn't be simpler. And it really tastes like traditional pão-de-ló... do give it a go!

(note: older people who read this blog may be thinking that I'm overreacting with this whole "cake made by hand" thing... but I had never creamed a cake using a wooden spoon before nor had I created soft peaks with just a humble hand whisk... and it's a lot of work!)


(photos: 1- Constança Cabral; 2- Tiago Cabral)

30 comments:

  1. This comment has been removed by the author.

    ReplyDelete
  2. :)
    O meu pai ainda hoje faz os bolos assim...Lembro-me em miúda adorar fazer bolos mas era sempre ele que batia as claras,num instante ficavam no ponto eu nem que levasse meses :)
    Beijinho

    ReplyDelete
  3. Ter de improvisar (de vez em quando) é tão giro.
    O bolo ficou simples mas tão bonito!
    Parabéns ao Rodrigo.

    ReplyDelete
  4. O bolo pode ter dado trabalho mas foi feito com carinho e mais tarde dá uma bela história quando o Rodrigo fôr mais velho. Parabéns e muitas felicidades.

    ReplyDelete
  5. Parabéns ao Rodrigo,e o bolo está com uma cara ótima.
    Bjs

    ReplyDelete
  6. lindo! mesmo feito à mão, o Rodrigo sabe que o bolo foi feito com todo o amor e carinho da Mãe... e o toque final das flores, não podia ser melhor... muitos parabéns aos papás e ao little baby boy que um dia vai adorar este blog...

    ReplyDelete
  7. Era assim que a minha avó fazia, mas a taça onde batia o bolo não era de esmalte, era de loiça branca Sacavém.

    ReplyDelete
  8. Cara Constança,
    quando não se tem cão, caça-se com gatos!!!!!
    Eu, aos 5 anos fui morar para o interior do Brasil...coloca interior nisso....Selva pura.....uma clareira aberta no meio da mata....não havia nada, a não ser boa vontade de singrar na vida...e como entre as coisas que não havia, estava a electricidade, e como isso foi no início dos anos 60 do século passado, também não tínhamos batedeira...e fazíamos bolos maravilhosos ( a minha mãe, esteja claro, com a minha ajuda....E as vezes chego a acreditar que ficavam melhores do que hoje ......
    O seu bolo tem um aspecto maravilhoso e com certeza, será lembrado para sempre pela maneira singular em que foi feito...será contado no futuro como um acontecimento da vida do Rodrigo....

    Beijos e sucesso pela vida ai no Sul.......

    de Maria Filomena

    ReplyDelete
  9. O bolo está com um delicioso aspeto e o aniversariante parece que também o adorou!! Bjs e felicidades.

    R.V

    ReplyDelete
  10. Happy Birthday to Rodrigo, and congratulations to your family on finding your NZ home! I hope your belongings arrive soon.
    I have no trouble baking without an electric mixer, but I also don't have a scale...that makes it difficult to know how much sugar and flour to use in relation to the eggs. I will save your mother's recipe, though, for when I have a scale :)

    ReplyDelete
  11. Gostava muito de fazer tambem o bolo de aniversário do meu filho....

    ReplyDelete
  12. Ainda me lembro da minha tia bater os bolos com a colher de pau...
    Quando há vontade faz-se de tudo|

    ReplyDelete
  13. Agora apetece-me fazer pao de lo' no fim de semana... :)

    ReplyDelete
  14. Mas o bolo está lindo. Não teremos nós coisas a mais na cozinha?! ;) (Falo por mim!) Boa oportunidade para 'destralhar':)

    ReplyDelete
  15. This comment has been removed by the author.

    ReplyDelete
  16. Nada como a simplicidade de um pão-de-ló. Eu adoro! E esse ficou com um aspecto óptimo!

    ReplyDelete
  17. Happy Birthday, Rodrigo! He looks too beautiful for words in your brother's blue romper! Love the pictures of him with the cake.

    ReplyDelete
  18. Eu faço todos os bolos assim, com colher de pau e vara de arames! Palavra que sim. Mas nunca fiz um pão de Ló, como manda a tradição. Hei-de experimentar. :)

    ReplyDelete
  19. Parabens ao Rodrigo, um ano passou a correr, ele está tão lindo. Constança também já vi as fotos da tua nova casa e é muito linda.Essa casa vai ficar um primor nas vossas mãos (digo vossas porque o marido e uma grande ajuda pelo que eu leio) Desejo para vocês os 3 as maiores felicidades, e vá dando notícias, que como muita gente diz a Constança é uma referência. Beijocas muito grandes.

    ReplyDelete
  20. Constança muitos parabéns pelo primeiro ano do Rodrigo. O bolo está simplesmente comovente. Tem tudo de si! "A felicidade vibra na frequência das coisas mais simples." (Ana Jácomo)
    Muitas felicidades!

    ReplyDelete
  21. Leite é VITELA e crueldade animal, ovos são responsáveis pela morte de pintinhos machos!

    ReplyDelete
  22. E bater claras em castelo com dois garfos, quando nem vara de arames há? :)
    O Rodrigo está tão parecido com a mãe, nesta fotografia. Está tão fofo...

    ReplyDelete
  23. Sou da turma das "mais velhas" e estou aqui morrendo de rir de você!!!! e bater claras usando apenas um garfo?
    Um abraço e beijinho no Rodrigo!
    Egléa

    ReplyDelete
  24. lol
    Confesso, que cá por casa, com 2 ajudantes pequenos, os bolos são sempre "feitos à mão" (não arrisco batedeira com eles ...)
    E a receita de pão de ló que usamos foi tirada daqui :-)
    Fica delicioso (e eles super orgulhosos)!
    Bjinhos,
    Ana Sofia

    ReplyDelete
  25. Parabéns ao Rodrigo....como o tempo passa rápido.

    Bater claras à mão não é fácil mas é assim que os grandes Chefes as fazem.

    Só não percebi porque não passariam pela ASAE as taças de esmalte. Tanto quanto as fotos mostram são lindas e estão em bom estado.

    E o bolo está apetitoso, parabéns.

    ReplyDelete
  26. Esqueci-me de dizer que já tinha feito chantilly com um garfo atarrachado no lugar da broca num berbequim eléctrico. LOL

    ReplyDelete
  27. Este blog é uma inspiração, apenas isso * Parabéns ao Rodrigo e a si também :)

    ReplyDelete
  28. tudo é muito bonito, a verdade é que ele deve ser muito bom compartilhar essas coisas com as pessoas que você ama de verdade, é por isso que sempre que podemos comer como uma família para belos lugares como la caballeriza

    ReplyDelete

Thanks for your comment; do come again soon!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...